quinta-feira, 29 de outubro de 2009

Vale a Pena pensar nisto...

Frase motivacional do mês...






" Não esmoreças nem desistas. Trabalha no duro! Porque.... Milhares de pessoas que vivem do Rendimento Mínimo, sem trabalhar, dependem de ti! "

terça-feira, 27 de outubro de 2009

Na escola em 1969 e em 2009...‏

É POR ESTAS E POR OUTRAS QUE ESTAMOS COMO ESTAMOS, NÃO ESTOU A DEFENDER OS PROFESSORES, MAS A DAR RAZÃO EM MUITAS DAS SUAS QUEIXAS.

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Da geração rasca para geração merda

O QUE ESTÁ ESCRITO NESTE ARTIGO, NÃO FOI ESCRITO POR MIM, MAS ACHO QUE DEVO MOSTRAR AO MUNDO.

"
"A SIC montou uma gigantesca campanha de promoção para a sua nova série/novela/monte de merda, que dá pelo nome de Rebelde Way.Depois de anos a apanhar bonés, percebeu que a melhor maneira de combater a morangada da TVI era...imitar. É lógico. Era inevitável.Depois de 20 minutos a ver a nova série(o que me provocou uma crise de cólicas da qual só um dia depois começo a recuperar) sinto-me preparado para uma análise.Bora lá. A fórmula é a mesma nos dois canais. Aqui fica a receita:
1 - Pitas boas. Muitas, quanto mais descascadas melhor(as séries de verão são, naturalmente, as melhores, porque eles vão todos juntos para a praia).
2 - Gajos "estilosos". A coisa divide-se em dois: há aqueles que têm quase 30 anos mas fazem de adolescentes, e depois há os que são mesmo adolescentes. Estes últimos são aqueles que se levam a sério enquanto "actores". O requisito essencial para qualquer gajo que entre nestas séries é ter um penteado ridículo.
3 - O Rebelde Way tem gajas do norte. Fazem de gajas daqui, mas aquele sotaque é fodido de perder. Fica ridículo, mas as gajas são boas.
4-Nos Morangos, a palavra "pessoal" é dita 53 vezes por minuto, normalmente inserida nas frases "Eh pá, pessoal!", no início de cada conversa, ou então "Bora lá, pessoal", antes do início de qualquer actividade. Agora vamos à bosta que a SIC acabou de parir, com pompa, circunstância, varejeiras e mau cheiro. Chama-se Rebelde Way. Cool, man! O slogan dos Morangos era "Geração Rebelde", mas a inspiração deve ter vindo de outro lado, de certeza.
O que me irrita na poia da SIC é que os gajos são todos betinhos(até os mânfios são todos giros e cool e com uma caracterização ridícula, como se fossem a um baile de máscaras vestidos de agarrados ou arrumadores de carros). Mas depois são bué rebeldes. São bué mauzões, man! A brincar com os seus iPhone, com as suas roupinhas fashion, grandes vidas, mas muita mauzões.Se há algo que esta geração de morangada não pode ser, não tem direito a ser, é ser rebelde. Rebelde porquê, contra quê? Nunca houve em Portugal geração mais privilegiada do que a actual, à qual esses putos pertencem. Nunca qualquer puto teve tanta liberdade e tanta guita no bolso como esta malta. Nunca as pitas foram tão boas e tão disponíveis para foder com a turma inteira como agora. Nunca houve tamanha liberdade de mandar os pais à merda e exigir uma melhor mesada porque é altura dos saldos. Rebelde porquê? Em nome de quê?É claro que isto são pormenores com os quais as novelas não se deparam, nem têm de o fazer. O objectivo é simples: para uma geração tão privilegiada como aquela que é retratada, há que criar uma rebeldia fictícia, porque não é cool ser dondoca aos 16 anos. Mas é o que todos eles são. Há uns tempos vi, no Largo do Carmo, um bando de uns 15 putos e pitas, vestidos à "dread" com roupinha acabada de comprar na "Pepe Jeans". Um dos putos que ia à frente, não devia ter mais de 16 anos, vem a falar à idiota como se fosse dono da rua, saca duma lata de tinta e escrevinha qualquer coisa de merda na parede. Todos se riram, todos adoraram, e ele foi, durante cinco minutos, o maior do bairro. Não fiz nada, mas devia ter-lhe partido a boca toda.Todas as últimas gerações antes desta(incluindo a minha, a Geração Rasca, que se transformou na Geração Crise - bem nos foderam com esta merda) tiveram de furar, de lutar, de fazer algo. Havia uma alienação mais ou menos real, que depois se podia traduzir nalguma forma de rebeldia. Não era o 25 de Abril como os nossos pais.
A nossa revolução é a dos recibos verdes e da consolidação orçamental. Mas esta morangada sente-se, devido à merda que a televisão lhes serve e aos paizinhos idiotas que(não) a educaram, que é dona do mundo. Quando já és dono do mundo, vais revoltar-te contra quem? E por que raio haverias de o fazer?! E assim vamos nós. Com novelas de putos "rebeldes", feitas por "actores" cujo momento de glória é entrar numa boys band ou aparecer de cú ao léu na capa da FHM, ensinando a todos os outros putos que temos que ter cuidado com as drogas(mas todos os agarrados são limpinhos, assépticos, com os mesmos penteados ridículos), que a gravidez adolescente é má(mas todas as pitas querem foder à grande, porque são donas da sua própria vida e os pais não sabem nada, etc) e que, sobretudo, este mundo lhes deve alguma coisa. Os tomates!!! A mim e aos meus, o mundo deve alguma coisa. Aos que foram atrás da merda do canudo para trabalhar num call center, aos que se matam a trabalhar e são forçados a ser adultos antes do tempo. Não a esta cambada de mentecaptos. E depois estas séries vão retratando "problemas sociais da juventude", afagando a consciência de quem "escreve" aquela merda, enquanto ao mesmo tempo incentivam esta visão egocêntrica, egoísta e vácua desta geração acabadinha de sair do forno. Talvez eu esteja a ficar velho e a soar como o meu pai. Lamento se não é cool. Mas esta merda enoja-me. Vão ser rebeldes pó caralhete.
Anónimo(senão ainda vou dentro)...!! "

domingo, 25 de outubro de 2009

UM OLHAR...

Descobri algo que me deixar intrigado… Algo que não pensei ser possível…
Um tal olhar que nada diz, ou melhor nada pensei dizer, até que vi algumas palavras que me deixaram pensativo… a pensar no RESET das coisas… que alguns “apagamentos” não deveriam ser feitos…
Mas e agora que vou eu fazer…
Simples nada, o erro é meu, e como digo sempre mais vale partir que dobrar… mais vale partir de ver… DO QUE IR DOBRANDO…
Só vai dobrando quem é fraco…
Neste momento deve estar tudo a pensar (lol as duas pessoas que possivelmente iram ler… ), este tipo é um pretensioso do pior… que acha ele que é para dizer uma coisa destas.
POIS É, sou alguém, que por muito que custe a muitos, penso assim, e não vou mudar…
Quem dobra é fraco…MAS também há quem dobre para crescer na vida… SIM É ISSO MESMO QUE ESTÃO A PENSAR… TODOS ESSES dobrares…
Bem mas voltando ao assunto que tenho em mente…
É ESTRANHO eu ter visto isto apenas agora… porque já tinha notado a tanto tempo e nunca liguei… Se calhar liguei mas como sempre, sei bem o tamanho do meu “camião”… e sei até onde e como posso ir… e mais uma vez sem dobrar…
Em resumo…
Tenho pena de ter visto tarde… ai aquele olhar… tal frágil… tão pequena… tão insegura… LEMBRANÇAS, tristezas, infâmias, dores, barreiras…
Enfim, apenas um olhar, que na sua conjuntura leva a este pensamento… e ao reviver e viver de NOVO.

Odracir sotnas

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Novo Governo de Sócrates

José Sócrates apresentou esta tarde a composição do novo Governo a Cavaco Silva. Entre as novas caras estão Isabel Alçada e António Mendonça. E tal como se previa, Teixeira dos Santos, Vieira da Silva e Luís Amado mantêm-se no Executivo.
José Sócrates apresentou esta tarde a composição do novo Governo a Cavaco Silva. Entre as novas caras estão Isabel Alçada e António Mendonça. E tal como se previa, Teixeira dos Santos, Vieira da Silva e Luís Amado mantêm-se no Executivo.Teixeira dos Santos, Vieira da Silva, Luís Amado, Ana Jorge, Augusto Santos Silva, Rui Pereira, Alberto Martins, António Manuel Serrano, António Ascensão Mendonça, Dulce Pássaro, Maria Helena dos Santos André, Isabel Alçada, Mariano Gago, Maria Gabriela Canavilhas, Jorge Lacão, Pedro Silva Pereira são os nomes dos ministros que vão formar o novo Governo.São 16 ministérios, sendo que metade do executivo é composto por "caras novas" e a outra metade por "repetentes", embora com algumas trocas de pastas.
Teixeira dos Santos, que assumiu a pasta das Finanças a após a demissão de Campos e Cunha, mantém-se em funções, continuando assim à frente do Fisco, num período em que terá como missões, a elaboração do Orçamento do Estado, o controlo das contas públicas e as reformas da administração pública.
Vieira da Silva, que ficou com a pasta da Segurança Social no anterior Governo, passa a ser o responsável pela pasta da Economia, num período em que as tarefas de atrair investimento para Portugal e de manter as empresas de portas abertas serão as suas principais missões.
António Augusto Ascenção Mendonça, vai assumir a pasta das Obras Públicas, numa altura em que as decisões sobre o TGV e o novo aeroporto estão por tomar. Doutorado em Economia, Mendonça foi até à poucas semanas Presidente do Conselho Directivo do ISEG, tendo sido substituído por João Duque. Mendonça terá agora a cargo a execução dos investimentos públicos que o Governo quer manter, sendo os mais emblemáticos o TGV, o novo aeroporto e os concursos para as auto-estradas.
Luís Amado, mantém a pasta dos Negócios Estrangeiros, depois de ter transitado do ministério da Defesa para esta pasta durante a anterior legislatura.
Maria Helena André, assume a pasta do Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social, num período em que se prevê que o desemprego continue a aumentar.
Rui Pereira, que no anterior Governo tinha a pasta da Administração Interna, vai manter as suas funções no novo Executivo.
Ana Jorge, que assumiu a pasta da Saúde depois da saída de Correia de Campos devido à polémica gerada com as reformas que se fizeram na urgências e que afectaram algumas populações. Ana Jorge tomou posse e conseguiu acalmar os ânimos tendo sido pouco depois posta nos focos das atenções devido à Gripe A.
António Manuel Soares Serrano, professor na Universidade de Évora, será o novo ministro da Agricultura, depois de muita polémica gerada em torno dos fundos comunitários neste sector.
Maria Gabriela Canavilhas, que substitui Pinto Ribeiro na pasta da Cultura.
Alberto Martins, que estava como líder Parlamentar da bancada socialista, passa a desempenhar funções como ministro da Justiça.
Dulce Pássaro, é a nova ministra do Ambiente e do Ordenamento do Território. Esta nova responsável está actualmente no Conselho Directivo do Instituto Regulador de Águas e Resíduos.
Mariano Gago, mantém-se como ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior.
Isabel Alçada, é a nova ministra da Educação e terá como principal missão apaziguar as relações entre o Governo e os professores, depois da reforma do sistema de educação ter gerado manifestações e muita polémica.
Jorge Lacão, que tinha como funções a secretaria de Estado do Conselho de Ministros no anterior Executivo. O responsável passa agora a desempenhar as funções de relações com o Parlamento e com a comunicação social.
Pedro Silva Pereira, mantém-se como ministro da Presidência, uma função que já desempenhava no Governo que está agora de saída.

quarta-feira, 21 de outubro de 2009

COMO PERDER OS DENTES EM 18 SEGUNDOS

video

Só com Pancada:)...

O QUE MERECE UMA PERSONAGEM ASSIM??... :)
video

Agora vai ser a doer!- NOVOS RADARES



Vejam com atenção os novos 'radares' para as auto-estradas.Tão bem disfarçadinhos nos ‘rails’... Ninguém os vai ver!Agora é que vai ser uma fartura... A caçar multas!Tenham muito cuidado. Vai passar a ser mesmo a doer...




XIV TROVAS BRAGA - FESTIVAL DE TUNAS FEMININAS


Melhor Tuna: Atituna, Tuna Feminina da Faculdade de Educação e Psicologia da Universidade do Porto
Tuna mais Tuna: "A feminina", Tuna Feminina da Faculdade de Farmácia de Lisboa
Melhor Pasa-calles: Tuna Javeriana da Colombia
Melhor Pandeira: TFIST, Tuna Feminina do Instituto Superior TécnicoMelhor Instrumental: "A Feminina", Tuna Feminina da Faculdade de Farmácia de Lisboa
Melhor Estandarte: "A Feminina", Tuna Feminina da Faculdade de Farmácia de Lisboa
Melhor Solista: Atituna, Tuna Feminina da Faculdade de Educação e Psicologia da Universidade do Porto

segunda-feira, 19 de outubro de 2009

MARAVILHAS DO MUNDO

O HOMEM SONHA, IMAGINA E CRIA ALGUMAS DAS MAIS VARAVILHORAS CONTRUÇÕES DO MUNDO.
A FORÇA DO PENSAMENTO HUMANO ULTRPASSA TUDO, SENÃO VEJAMOS ESTAS CONTRUÇÕES.
VALE A PENA OLHAR E OLHAR, O QUE DE MASI BELO E BIZARRO A MENTE HUMANA PODE CRIAR.


The Crooked House ( Sopot , Poland )

Kansas City Public Library ( Missouri , United States )


The Ufo House ( Sanjhih , Taiwan )



Erwin Wurm: House Attack ( Viena , Austria )

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Precisa-se de matéria prima para construir um País


Eduardo Prado Coelho - in Público


A crença geral anterior era de que Santana Lopes não servia, bem como Cavaco, Durão e Guterres. Agora dizemos que Sócrates não serve.E o que vier depois de Sócrates também não servirá para nada.Por isso começo a suspeitar que o problema não está no trapalhão que foi Santana Lopes ou na farsa que é o Sócrates. O problema está em nós. Nós como povo.Nós como matéria prima de um país.Porque pertenço a um país onde a ESPERTEZA é a moeda sempre valorizada, tanto ou mais do que o euro. Um país onde ficar rico da noite para o dia é uma virtude mais apreciada do que formar uma família baseada em valores e respeito aos demais. Pertenço a um país onde, lamentavelmente, os jornais jamais poderão ser vendidos como em outros países, isto é, pondo umas caixas nos passeios onde se paga por um só jornal E SE TIRA UM SÓ JORNAL,DEIXANDO-SE OS DEMAIS ONDE ESTÃO. Pertenço ao país onde as EMPRESAS PRIVADAS são fornecedoras particulares dos seus empregados pouco honestos, que levam para casa,como se fosse correcto, folhas de papel, lápis, canetas, clips e tudo o que possa ser útil para os trabalhos de escola dos filhos... e para eles mesmos. Pertenço a um país onde as pessoas se sentem espertas porqueconseguiram comprar um descodificador falso da TV Cabo, onde se frauda a declaração de IRS para não pagar ou pagar menos impostos. Pertenço a um país:-Onde a falta de pontualidade é um hábito;-Onde os directores das empresas não valorizam o capital humano.-Onde há pouco interesse pela ecologia, onde as pessoas atiram lixo nas ruas e, depois,
reclamam do governo por não limpar os esgotos.-Onde pessoas se queixam que a luz e a água são serviços caros.-Onde não existe a cultura pela leitura (onde os nossos jovens dizem que é 'muito chato ter que ler') e não há consciência nem memóriapolítica, histórica nem económica.-Onde os nossos políticos trabalham dois dias por semana para aprovar projectos e leis que só servem para caçar os pobres, arreliar a classe média e beneficiar alguns. Pertenço a um país onde as cartas de condução e as declarações médicaspodem ser 'compradas', sem se fazer qualquer exame.-Um país onde uma pessoa de idade avançada, ou uma mulher com uma criança nos braços, ou um inválido, fica em pé no autocarro, enquanto a pessoa que está sentada finge que dorme para não lhe dar o lugar. Um país no qual a prioridade de passagem é para o carro e não para o peão. Um país onde fazemos muitas coisas erradas, mas estamos sempre a criticar os nossos governantes.Quanto mais analiso os defeitos de Santana Lopes e de Sócrates, melhor me sinto como pessoa, apesar de que ainda ontem corrompi um guarda de trânsito para não ser multado. Quanto mais digo o quanto o Cavaco é culpado, melhor sou eu como português, apesar de que ainda hoje pela manhã explorei um cliente que confiava em mim, o que me ajudou a pagar algumas dívidas.Não. Não. Não. Já basta. Como 'matéria prima' de um país, temos muitas coisas boas, mas falta muito para sermos os homens e as mulheres que o nosso país precisa. Esses defeitos, essa 'CHICO-ESPERTERTICE PORTUGUESA' congénita, essa desonestidade em pequena escala, que depois cresce e evolui até se converter em casos escandalosos na política, essa falta de qualidade humana, mais do que Santana, Guterres, Cavaco ou Sócrates, é que é real e honestamente má, porque todos eles são portugueses como nós, ELEITOS POR NÓS. Nascidos aqui, não noutra parte... Fico triste.Porque, ainda que Sócrates se fosse embora hoje, o próximo que o suceder terá que continuar a trabalhar com a mesma matéria prima defeituosa que, como povo, somos nós mesmos.E não poderá fazer nada...Não tenho nenhuma garantia de que alguém possa fazer melhor, mas enquanto alguém não sinalizar um caminho destinado a erradicar primeiro os vícios que temos como povo, ninguém servirá. Nem serviu Santana, nem serviu Guterres, não serviu Cavaco,
nem serve Sócrates e nem servirá o que vier.Qual é a alternativa ?Precisamos de mais um ditador, para que nos faça cumprir a lei com a força e por meio do terror ? Aqui faz falta outra coisa. E enquanto essa 'outra coisa' não comece
a surgir de baixo para cima, ou de cima para baixo, ou do centro para os lados,
ou como queiram, seguiremos igualmente condenados, igualmente estancados... igualmente abusados !É muito bom ser português. Mas quando essa portugalidade autóctone começa a ser um empecilho às nossas possibilidades de desenvolvimento como Nação, então tudo muda...Não esperemos acender uma vela a todos os santos, a ver se nos mandam um messias.Nós temos que mudar. Um novo governante com os mesmos portugueses nada poderá fazer.Está muito claro... Somos nós que temos que mudar.Sim, creio que isto encaixa muito bem em tudo o que anda a acontecer-nos:Desculpamos a mediocridade de programas de televisão nefastos e,francamente, somos tolerantes com o fracasso. É a indústria da desculpa e da estupidez.Agora, depois desta mensagem, francamente, decidi procurar o responsável, não para o castigar, mas para lhe exigir (sim, exigir)que melhore o seu comportamento e que não se faça de mouco, de desentendido. Sim, decidi procurar o responsável e ESTOU SEGURO DE QUE O ENCONTRAREI QUANDO ME OLHAR NO ESPELHO.AÍ ESTÁ. NÃO PRECISO PROCURÁ-LO NOUTRO LADO. E você, o que pensa ?...

FRASE DO MÊS


"Ao amanhecer, pense positivo, assim quando chegar o entardecer você terá uma colheita de muitas energias positivas para armazenar na sua mente." - Reimivaldo Ramos