segunda-feira, 29 de março de 2010

Sentido de Falta

"Eu agradeço a qualquer Deus que exista…
Pela minha Alma inconquistável,
Eu sou o mestre do meu destino...
Eu sou o capitão da minha Alma."


Porque me caem as lágrimas, sem parar… Porque não sinto, nem quero sentir que elas parem… é tão confuso senti-las a deslizar pelo meu rosto… Sabendo que fiz, a promessa de não voltar, não voltar ao mesmo de sempre…
É tão confuso, pensar que séculos passaram, e nada mudou. A centelha continua na mesma, com aquele brilho, que queima os olhos de quem não a entende…
Apenas quero ter descanso, apenas quero lágrimas com novo sentido, lágrimas do novo mundo, de um novo tempo, um novo sujeito. Quero um nova centelha, quero poder ter a hipótese de dizer, caem, mas caem como novo sentido…

5 comentários:

Lúcia ;) disse...

Como a fenix nasce das cinzas, Nasce sempr um novo Eu dp d kada kabeçada na parede...

Sofrimento trás Sabedoria, Usa-a para crescers e t fazrs Humanu no bom sentidu da palavra...

Força e enkontra u ekilibriu em Ti

Anônimo disse...

Sentido de Falta...

Interessante, :)

sê feliz disse...

Vejo que a saudade perdura..que te deixa triste...axo que ja tenho a minha resposta..doi muito nao é, sei que doi..e que certamente queriamos que nao continuasse a doer..mas como disseste temos que viver...mesmo que todos os dias sintamos a falta de qualquer coisa..
(como tens vivido?...:( eu nao consigo)
beijo

Ana disse...

oi..k momento foi este..sabes k tens aki smp um ombro amigo pa partilhares as tuas lagrimas..
bjo...

Odracir Sotnas disse...

pois, não conseguir é chato ...

mas se quiseres podes dar-me o teu email e falar sobre isso...