quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Nem o tempo...

Existem forças que não se declaram…
Existem forças que simplesmente nos arrebatam.
Não me interessa o que dizem, nem o que o universo sussurra…
Não compreendo esta força que me leva… esta força que não me deixa duvidar…
Sinto o arrepio que nasce no toque da tua mão… do simples sorrir…
Não sei o que dizem, nem tão pouco o que pensam…
Não interessa se vou perder… Mas não vou desistir…

Porque chega um momento em eu o desistir não é opção.


Um comentário:

António Jesus Batalha disse...

Passando pela net encontrei o seu blog, estive a folhear achei-o muito bom, feito com muito bom gosto.
Tenho um blog que gostava que conhecesse. O Peregrino E Servo.
PS. Se desejar fazer parte dos meus amigos virtuais faça-o de forma a que eu possa encontrar o seu blog para o seguir também.
Que haja paz e saúde no seu lar.
Com votos de saúde e de grandes vitórias.
Sou António Batalha.
http://peregrinoeservoantoniobatalha.blogspot.pt/